Destaquesdo site

Significados do emblema da Copa do Mundo no Qatar

Significados do emblema da Copa do Mundo no Qatar

 

 

Copa do mundo chegando e os preparativos aqui no Qatar

Esta semana foi o lançamento do tão esperado emblema da Copa de 2022,  repleto de significados, a começar pela data e hora escolhidos. O design do logotipo transmite a visão de um evento que conecta e envolve o mundo inteiro, além de apresentar elementos marcantes da cultura árabe local.

O dia escolhido pela FIFA juntamente com o governo do Qatar foi porque em 03 de setembro de 1971 o país se tornou independente. Não poderia ter uma data mais emblemática do que essa para o lançamento do tão sonhado emblema que irá  marcar a primeira Copa do Mundo no Oriente Médio.

 

Vamos falar um pouquinho de história para entender o “3 de setembro”

 

Durante cinquenta e cinco anos, de 1916 a 1971, o Sheik Abdullah bin Jassim Al Thani assinou um tratado com a Grã-Bretanha, onde enunciou a sua autonomia em assuntos externos, como o poder de ceder território e outros assuntos, em troca da proteção militar britânica contra ameaças de outros países.

 

Esse tratado abrangeu outros oito emirados, como o Bahrein e os sete Emirados Árabes (Abu Dhabi, Dubai, Xarja, Ajmã, Umm al-Quwain, Ras al-Khaimah e Fujeira) que na época eram emirados independentes.

 

Em 1969, a Grã Bretanha anunciou que iria se retirar do tratado em 1971 e os nove países tentaram sem sucesso criar um relacionamento político tipo a “ União Europeia”. Quando a Grã Bretanha se retirou oficialmente, o Bahrein e o Qatar se tornaram países independentes, enquanto os sete emirados restantes se uniram e formaram os Emirados Árabes Unidos.

 

 

 

Sheik Hamad bin Khalifa Al Thani (esq) responsável por trazer a Copa do Mundo para o Qatar em 2010 ,                                                                Emir Sheik Tamim bin Hamad Al Thani (dir) , atual Emir do país e filho do Sheik Hamad

Sheik Hamad bin Khalifa Al Thani (esq) responsável por trazer a Copa do Mundo para o Qatar em 2010 , Emir Sheik Tamim bin Hamad Al Thani (dir) , atual Emir do país e filho do Sheik Hamad

 

Pouco antes da declaração de independência do país, foi criada a bandeira Nacional do Qatar e nela você pode observar nove pontas que dividem a cor branca da cor marrom avermelhada, são os nove países que fizeram parte desse protetorado britânico.

 

E aqui derrubamos aquela ideia que a maioria das pessoas tem que o Qatar faz parte dos Emirados Árabes Unidos.

 

O Qatar, desde 3 de setembro de 1971, é um país independente política e economicamente  e fez questão de usar essa data tão significativa para anunciar o emblema FIFA.

 

Como se não bastasse, a precisão no horário em que o emblema foi mundialmente lançado digitalmente foi às 20:22 hs , o que lhe parece?  Vinte horas e vinte dois minutos, visualmente falando 2022, o ano do próximo mundial.

 

Adoro todo esse simbolismo !!

 

emblem

 

 

O que falar sobre o emblema?

 

Simples, elegante, de cores sóbrias.

 

Branco e bordeaux, remetendo as cores da bandeira. Inspirado nos lenços invernais da região, o shawl , que nada mais são do que as mundialmente hoje chamadas pashiminas. O lenço tradicional de inverno faz alusão as datas do início do torneio que será realizado no inverno árabe, de 21 de novembro à 19 de dezembro . Além da inspiração no xale tradicional de lã, o design  lembra a forma do troféu da Copa.

 

Cada um com seu lenço expressando sua cultura

Cada um com seu lenço expressando sua cultura

 

 

Por meio dos lenços, muitas culturas contam sua história ou passam algum recado e foi essa conexão que o país quis mostrar.  Nos países muçulmanos, por exemplo, são usados para cobrir o cabeça, na Índia para cobrir o corpo e nos turbantes dos homens, portuguesas e espanholas já usavam  lenços bordados na cabeça e caídos nos ombros, os franceses consagraram a marca Hermés com seus lenços de seda no pescoço…

 

Posso ficar por horas descrevendo a importância do lenço em cada cultura, mas o principal é que independente do objetivo do lenço ele é um elemento que conecta todos os países culturalmente e liga todos os países participantes do mundial.

 

O logo é em 3D, futurista, quando você olha ele de lado  parece um arco, como se fosse um bambolê, remetendo a bola do mundial. Mas quando você olha  de frente  remete ao símbolo do infinito e ao número oito, apesar de suas linhas nao se cruzarem. As curvas do emblema representam as ondulações das dunas do deserto do Qatar.

 

Infinito porque o país acredita que as relações criadas durante um mundial perduram por toda vida, o número oito para remeter aos oito belíssimos e tecnológicos estádios que irão sediar o mundial, dois deles já inaugurados.

 

Para fechar tudo isso com chave de ouro as letras que acompanham o emblema remetem a caligrafia árabe. Entre o T e o A do Qatar, temos o que chamamos na caligrafia árabe de Kasheeda, um alongamento de linha que une as letras tornando a escrita cursiva.

 

Na minha interpretação sobre o emblema, eu iria um pouco mais além e usaria  a cor branca como um símbolo de paz, enquanto a união que liga o arco no topo me lembra o entrelaçamento de duas mãos.

 

POVOS UNIDOS NA PAZ , pra mim esse é o maior significado do mundial. Um momento onde as diferenças são colocadas de lado  dando lugar ao respeito, festa e alegria.

 

Podíamos viver em ritmo de mundial todos os dias,  a humanidade iria agradecer.

 

Sou Leila Martínez, sua guia brasileira no país da Copa!

 

Patrícia Lopes

Patricia Lopes is a sports journalist, currently working as the BeIN Sports channel correspondent in Brazil. She took part in several international coverages and two world cups. The first in 2010 in South Africa, and the second in 2014, in Brazil. Patricia has previously worked for the following channels: Rede Brasil-TVE (Brazilian public TV) where she worked for nine years as a reporter, presenter and sports commentator. After that she spent 7 years at ESPN. She has also worked freelance for other famous news channels in the world: Al Jazeera, CNN EN Español and NBC Telemundo