Destaquesdo site

Qatar, o país de todas as nacionalidades

Qatar, o país de todas as nacionalidades

Qatar, o país de todas as nacionalidades!

Estou de férias no Brasil e tenho presenciado nos últimos 30 dias a crescente vontade de muitos brasileiros em deixar o país. Vontade de tomar novos horizontes com mais segurança e com oportunidades mais justas de trabalho.

Pensei então em dividir algumas oportunidades de emprego que são oferecidas no Qatar com aqueles que realmente têm vontade de sair da sua zona de conforto e se arriscar numa nova vida.

 

 

Você já pensou no Qatar?

 

Sei que não é o país que todo mundo idealiza para morar, as pessoas costumam ser pouco criativas e só conseguem se imaginar vivendo nos EUA ou na Europa.  Mas é bom lembrar que a Europa está com problemas financeiros e poucas opções de emprego para os próprios europeus. E o sonho americano já não é mais o mesmo além de não conseguir absorver tanta gente.

Apesar de toda a propaganda negativa da imprensa, o Qatar assim como muitos países do Oriente Médio tem muito a oferecer aos expatriados. Estima-se que 500 novos expatriados desembarcam todos os dias no Aeroporto Internacional de Doha em busca de melhores oportunidades.

A capital do Qatar é uma cidade tranquila e o país mantem boas relações com os outros países, isso fica claro quando você toma conhecimento que a maior base aérea americana fora dos EUA fica em Doha. A vida é segura e confortável, os salários são bons e pagos em dia e o sistema de saúde é todo financiado pelo governo.

Viver num país com segurança é o que mais importa na nossa qualidade de vida.

 

 O que é ser um expatriado?

 

Expatriado é como são chamadas as pessoas que resolvem deixar seu país de origem voluntariamente.

Desde que assumimos a nossa condição de expatriados, há oito anos, temos sido muito bem recebidos pelos países que passamos.  O Qatar em especial me surpreendeu.  Por ter uma cultura muito diferente do Ocidente achei que seria mais difícil nos adaptarmos aos costumes religiosos, o que não ocorreu, porque eles convivem muito bem com outras culturas e se mostram muito receptivos, com raras exceções. Levamos uma vida pacífica, respeitamos e somos respeitados.

Muito provável que isso aconteça porque o Qatar tem 85% da sua população composta por estrangeiros. São pessoas vindas de vários países em busca de melhores condições de vida, trabalho e segurança. O idioma oficial é o árabe, porém o idioma falado é o inglês.

 

Por que o Qatar?

 

Um levantamento recente feito pelo World Economic Forum considerou o Qatar com um nível alto de organização e com o governo mais eficiente do mundo. O país possui a segunda maior renda per capita mundial anual com U$ 98.328.

É um país próspero, moderno, com muito dinheiro para investir e apenas uma pequena população de locais que trabalha.

 

Foto de Doha em 1979 e em 2014

Foto de Doha em 1979 e em 2014

 

 

O país vem crescendo violentamente em todas as áreas desde que o petróleo foi descoberto na década de 30 e após o país tornar-se o 3º maior produtor mundial de gás natural na década de 70. Sem contar os investimentos que estão sendo feitos em função da Copa do Mundo de 2022. O Qatar tem o objetivo de se tornar um centro de esportes para a região do Oriente Médio e norte da África e já estão trabalhando na candidatura para as Olimpíadas de 2024.

O investimento de capital local e estrangeiro é tão intenso que faltam profissionais qualificados em todas as áreas. Como resultado, há uma série de oportunidades para estrangeiros que querem contribuir e ganhar com o crescimento do país.

Qatar tem uma “falta grave” de profissionais especializados na área da saúde. Apenas cinco estudantes locais graduam como médicos a cada ano na Weill Cornell Medical College. Porém o país precisa de 150 médicos por ano para atender a crescente demanda. Um relatório publicado no início do ano passado pelos consultores de gestão McKinley & Co anuncia que hospitais e clínicas em toda a região estão recrutando no exterior para ajudar a preencher o que está previsto para ser um aumento de 240% na demanda por serviços até 2025.

O Centro de Pesquisa Sidra Medical Hospital está contratando profissionais para a sua inauguração que será em breve, além de estar oferecendo estágios de dois meses para estudantes de todas as nacionalidades. Trata-se de um centro de medicina acadêmico ultramoderno em fase de acabamento. Totalmente digital que irá definir novos padrões no atendimento para as mulheres e crianças no Qatar, região do Golfo e internacionalmente.

Dentro da área esportiva, temos vários preparadores técnicos, fisioterapeutas, treinadores, massagistas brasileiros trabalhando junto aos times de futebol locais e no Hospital Esportivo Aspetar, referencia mundial em recuperação de lesões esportivas reconhecido pela FIFA como um ícone em recuperação de atletas.

Na área de construção civil, gás e petróleo, medicina e veterinária sempre você irá encontrar um brasileiro. Sem contar a área da aviação, representada pela Qatar Airways, eleita a melhor companhia aérea mundial pela terceira vez, que tem absorvido grande parte dos pilotos brasileiros oriundos da Varig, Transbrasil, Vasp e atualmente da Tam e da Gol.

Vale lembrar que o Qatar é um país livre de impostos, o salario é integralmente seu!!!

 

Crescimento do centro econômico de Doha nos últimos 5 anos.

Crescimento do centro econômico de Doha nos últimos 5 anos.

 

 

Prepare-se antes de fazer as malas. Sete coisas que você deve saber antes de se mudar para o Qatar.

 

Antes de se aventurar, estude o contrato detalhadamente, fale com alguém que resida no local para saber como funcionam os serviços básicos e os valores. Faça um planejamento com calma, pese todos os prós e os contras.

Deixo sete dicas que você deve levar em conta antes de tomar sua decisão.

*Em primeiro lugar, nem todos os expatriados estão autorizados a trazer suas famílias. Somente aqueles que ganham acima de 10.000 QR (R$ 9.200) por mês são capazes de fazê-lo.

* Muitas empresas incluem um subsídio de taxa escolar em seus pacotes de expatriados, certifique-se se isso vai cobrir as taxas antes de aceitar qualquer oferta de emprego. As escolas costumam ter longas filas de espera devido à procura ser maior do que a oferta.

* Verifique se a sua oferta inclui seguro de saúde para você e seus dependentes. O governo do Qatar está introduzindo um sistema de seguro saúde universal o que significa que cada empresa terá que fornecer seguro para seus empregados. Isso está previsto para ser introduzido até o final do próximo ano. Além disso, o Qatar tem um sistema de saúde do governo com bons recursos, Hamad Medical Corporation, que oferece tratamento de emergência gratuitamente a todo residente registrado.

* Respondendo as duas questões que mais ouço: sim, eu posso dirigir, e não, eu não tenho que usar uma abaya (vestido preto usado por mulheres do Qatar). Porém devo me vestir modestamente em lugares públicos, ou seja, sem grandes decotes, minissaias e por ai vai. Igual como me vestia no Brasil.

* Os salários são muito bons, mas lembre-se que você tem que viver com ele, então não se deslumbre com as facilidades por que senão você se endivida fácil, os bancos dão empréstimos pessoais com juros insignificantes.  A gasolina é incrivelmente barata, porém muitos bens de consumo diário são mais caros, começando pelos alimentos que são 95% importados.

* Com a permissão do seu empregador, você poderá se inscrever para uma licença de álcool, que lhe permite fazer compras em um deposito de bebidas e carne de porco, QDC. Você só pode gastar 10 % do seu salário básico por mês em álcool (o que na prática é muito mais do que necessário).

 

Gostou? Quer arriscar? Algumas oportunidades pra você

 

Segue abaixo alguns links de oportunidades de emprego no Qatar, pesquise e veja se tem algo na sua área e comece a pensar em novos horizontes.

Lembre-se que toda adaptação exige desprendimento e um pouco de sofrimento. Já passamos por essa fase, então sei que quando falo pode parecer fácil se desprender das suas raízes, mas não é. Tenha certeza que você esta disposto, pois o começo é difícil, não desanime porque o resultado vale muito a pena.

Não esqueça de seguir Leila Martínez Doha Tours no Facebook ( https://www.facebook.com/lmdohatours )  , lá você irá conhecer mais sobre o país.

Boa sorte!!!

* Professores de inglês – https://www.teachaway.com/teach-in-qatar

* Área medica- http://careers.sidra.org/sidra/home.aspx

http://www.careerjet.com.qa/search/jobs?s=hamad

http://www.aspetar.com/Careers/Careers.aspx

*Qatar Airways – http://qatarofw.com/jobs/qatar-airways

*Qatar Rail – http://qatarofw.com/jobs/qatar-rail/

*Qatar Duty Free – http://qatarofw.com/jobs/qatar-duty-free/

*Hotelaria – Hilton Hotel – http://qatarofw.com/jobs/hilton-hotel/

Marriott Hotel – http://qatarofw.com/jobs/marriott-hotel/

Hyatt Hotel – http://qatarofw.com/jobs/hyatt-hotel/

Ritz-Carlton Hotel – http://qatarofw.com/jobs/ritz-carlton-hotel/

*Alshaya Group – http://qatarofw.com/jobs/alshaya-group-qatar/

*Al Futtaim Group – http://qatarofw.com/jobs/al-futtaim-group/

*Qatar Petroleum – http://qatarofw.com/jobs/qatar-petroleum/

* Bancos – Mashreq Bank – http://qatarofw.com/jobs/mashreq-bank

Qatar National Bank – http://qatarofw.com/jobs/qatar-national-bank/

* Telefonia- Vodafone – http://qatarofw.com/jobs/vodafone/

Ooredoo Telecom – http://qatarofw.com/jobs/ooredoo-telecommunications/

*Shell Qatar – http://qatarofw.com/jobs/shell-qatar/

*Qatar Foundation – http://qatarofw.com/jobs/qatar-foundation/

*General Electric – GE – http://qatarofw.com/jobs/general-electric/

*Weill Cornell Medical College – http://qatarofw.com/jobs/weill-cornell-medical-college/

*Rivoli Group – http://qatarofw.com/jobs/rivoli-group/

*Microsoft – http://qatarofw.com/jobs/microsoft-qatar/

*Cisco – http://qatarofw.com/jobs/cisco-qatar/

*IBM – http://qatarofw.com/jobs/ibm-qatar/

*Motorola Solutions – http://qatarofw.com/jobs/motorola-solutions/

*EMC – http://qatarofw.com/jobs/emc-qatar/

Patrícia Lopes

Patricia Lopes is a sports journalist, currently working as the BeIN Sports channel correspondent in Brazil. She took part in several international coverages and two world cups. The first in 2010 in South Africa, and the second in 2014, in Brazil. Patricia has previously worked for the following channels: Rede Brasil-TVE (Brazilian public TV) where she worked for nine years as a reporter, presenter and sports commentator. After that she spent 7 years at ESPN. She has also worked freelance for other famous news channels in the world: Al Jazeera, CNN EN Español and NBC Telemundo