Destaquesdo site

Rodrigo Tabata na seleção Qatari

Rodrigo Tabata na seleção Qatari

O site Qatar News conversou essa semana com Rodrigo Tabata que joga no Al Rayyan. O meio campo agora veste a camisa da seleção Qatari. São quase 5 anos no Qatar e tanto o jogador como a família estão completamente adaptados e felizes no país.

Rodrigo tem 34 anos e nasceu no interior de São Paulo. No Brasil teve destaque no Santos, quando foi campeão paulista em 2006 e 2007.

Rodrigo é o quarto brasileiro a fazer parte dos “Al-Annabi“, como é conhecida a seleção Qatari. Os outros três foram os atacantes Araújo e Emerson Sheik e o meia Fábio Montezine. O site Qatar News deseja boa sorte e sucesso para Rodrigo com a camisa da seleção.

 

Veja a entrevista completa:

tabata3

QN-Há quanto tempo você vive no Qatar? Como é sua vida no país?

 

RT-Já vivo no Qatar há 4 anos e 8 meses. Minha vida aqui é maravilhosa. Eu e minha família estamos muitos felizes aqui.

 

QN-Como surgiu o convite para jogar na seleção Qatari?

 

RT-São quase 5 anos jogando a Liga do Qatar. Todos já me conhecem e gostam do meu trabalho, por causa disso resolveram me dar essa oportunidade.

 

QN-O que representa para você vestir a camisa dessa seleção?

 

RT-Estou muito feliz e orgulhoso de fazer parte da seleção do Qatar, um país q acolheu a mim e a minha família tão bem!

 

QN-Quais são seus objetivos na seleção Qatari? 

 

RT-Sei que é muito difícil, mas o objetivo principal é conseguir a classificação para o mundial da Rússia em 2018. Vamos lutar em busca desse objetivo.

 

QN-No seu time no Qatar, o Rayyan, como é a rotina de treinos e com quais brasileiros trabalha? É muito diferente da época que você jogava no Brasil?

 

RT-Treinamos todos os dias. Na parte da tarde, os treinos são mais longos porque trabalhamos só 1 período. Às vezes quando os treinadores sentem necessidade treinamos algumas vezes pela manhã. Também joga comigo outro brasileiro naturalizado Qatari. Ele se chama Nathan, zagueiro jovem e de qualidade. Na comissão técnica temos outros três brasileiros: O massagista Durval Mendes, Neneca que é treinador de goleiros e Yuri o nosso analista técnico.

A diferença da época que jogava no Brasil é que aqui no Qatar o jogo é um pouco mas lento.

 

QN-O que mais você sente saudades do Brasil? 

 

RT-Sentimos saudades dos nossos familiares, mas aqui em Doha a gente encontra de tudo.

 

QN-Nos conte uma curiosidade e uma dica para os turistas brasileiros que pretendem visitar o Qatar. 

 

RT-Existem restaurantes maravilhosos. Passeio de carro no deserto é uma dica muito boa, principalmente para quem gosta de emoção. Sugiro uma volta pelo Corniche onde se vê uma arquitetura linda. Também sugiro conhecer o Souq Waqfi.

(Veja mais detalhes sobre esses locais na seção turismo)

 

QN-Você acredita que o futebol do Qatar pode evoluir até a Copa do mundo? Qual a contribuição que vc acha que pode dar para evolução do futebol local? 

 

RT-Acredito sim que vai evoluir e muito. O país tem jogadores jovens de muito talento. Acredito que posso contribuir com minha experiência dando dicas para os mais jovens.

 

QN-Como está a preparação do país para a Copa? Você acredita que em 2022 o Qatar pode fazer uma grande copa do mundo? 

 

RT-A preparação está bem adiantada e tenho certeza que a copa de 2022 no Qatar será inesquecível para todos.

 

QN-O que você pode dizer para os Brasileiros que pretendem visitar o Qatar? 

 

RT-O que sempre falo quando me perguntam sobre o Qatar: vale muito a pena visitar o país, e depois da Copa com todas as outras obras que estão sendo feitas ficará melhor ainda.

 

 

QN-Como foi e está sendo a adaptação da sua família? O que vocês fazem nos dias de folga? Os brasileiros se reúnem?

 

RT-Minha adaptação e da família foi muito rápida. Quando estou de folga gosto de passar o dia em casa curtindo minha esposa e meus filhos. Vamos conhecer os restaurantes para aproveitar a boa comida!

Related articles

  • Al Rayyan time do brasileiro Rodrigo Tabata é campeão nacional

    Pela primeira vez em mais de duas décadas o Al Rayyan foi campeão da liga do Qatar. O clube conquistou o título, com 5 rodadas de antecedência depois de uma vitoória por 5 a 1 sobre o Al Wakrah. O último título da equipe havia sido na temporada 94/95. O time é comandado pelo uruguaio […]

Patrícia Lopes

Patricia Lopes is a sports journalist, currently working as the BeIN Sports channel correspondent in Brazil. She took part in several international coverages and two world cups. The first in 2010 in South Africa, and the second in 2014, in Brazil. Patricia has previously worked for the following channels: Rede Brasil-TVE (Brazilian public TV) where she worked for nine years as a reporter, presenter and sports commentator. After that she spent 7 years at ESPN. She has also worked freelance for other famous news channels in the world: Al Jazeera, CNN EN Español and NBC Telemundo